Gerir os Medicamentos

Saber gerir os medicamentos vai ajudá-lo a compreender o seu tratamento e a manter-se saudável.

Para o tratamento da doença renal e complicações associadas poderá ser preciso tomar  mais que 10 medicamentos. Cada medicamento é prescrito individualmente com o objectivo de ajudar a controlar um determinado problema e melhorar a saúde.

Mantenha-se informado

É fundamental manter-se informado sobre a sua doença e compreender a função de todos os medicamentos. Antes de iniciar um medicamento e sempre que tiver dúvidas pergunte:

  • Porque necessito de tomar este medicamento?
  • Quantos comprimidos?
  • Com que frequência é necessário tomá-los?
  • Qual a necessidade de cumprir rigorosamente o mesmo horário todos os dias?
  • Existem restrições alimentares?
  • Como devo conservá-los em casa?
  • O que fazer se me esquecer de uma dose?
  • Quais os efeitos secundários que podem provocar?

Todos os medicamentos têm efeitos secundários, com maior ou menor frequência, saiba como lidar com esses efeitos secundários, tendo em conta os benefícios que o medicamento vai trazer à sua saúde.

Organize-se

É importante manter uma lista actualizada de todos os medicamentos e suplementos alimentares com a seguinte informação:

  • Nome e dose do medicamento

  • Indicação, isto é, para que fim toma o medicamento
  • Dias em que necessita de tomar
  • Quantidade e o horário de cada toma (ex. ao deitar, antes de cada refeição)
  • Alergias a medicamentos, alimentos e outros produtos
  • Informação adicional: Nome, Morada, Contacto de emergência e Grupo Sanguíneo

Pode encontrar aqui um modelo para efectuar o seu plano terapêutico.

Siga o plano terapêutico

Para que o tratamento seja eficaz é essencial tomar os medicamentos de acordo com a prescrição e seguir as recomendações do seu médico, farmacêutico, enfermeiro e nutricionista.

Algumas recomendações:

  • Sempre que não se sentir bem com a toma de um medicamento informe o seu médico
  • Não pare de tomar um medicamento a não ser por recomendação médica
  • Não deixe acabar os medicamentos. Peça sempre com uma semana de antecedência a receita dos medicamentos ao seu médico.
  • É importante assegurar-se que toma os medicamentos correctamente, sem se esquecer de nenhuma toma. Torna-se mais simples transportar os medicamentos que necessita utilizando caixas para medicamentos diárias ou semanais, também chamadas de “pill box”. Assim, para além de ter os medicamentos de que necessita já distribuidos, pode verificar se esqueceu alguma toma.
  • Para não se esquecer de nehuma toma use lembretes escritos, ou se preferir recorra ao alarme do seu telemóvel ou a aplicações para esse efeito.
  • Quando viajar leve quantidades extra de medicamentos para estar preparado para qualquer imprevisto.
  • Peça ajuda a familiares e amigos para não falhar os horários mais difíceis.