Outros medicamentos

No tratamento da doença renal crónica, pode ser necessário recorrer a outros medicamentos para tratar alguns problemas ou como prevenção.

Antibióticos

Os antibióticos ajudam o organismo a combater uma infecção.

Os antibióticos podem ser necessários para combater infecções relacionadas com o seu acesso vascular. Também são utilizados no tratamento de outras infecções, neste caso serão prescritos para aquisição na farmácia comunitária.

Nos doentes renais a dose e/ou intervalo entre tomas tem de ser ajustada e a sua utilização vigiada. Todos os médicos devem estar informados que é um doente renal e o nefrologista deverá saber qual o nome e a dose do antibiótico prescrito.

Resinas

A falha no funcionamento dos rins faz com que o potássio atinja níveis elevados no sangue, a hipercaliémia. A diálise e uma dieta pobre em alimentos ricos em potássio são fundamentais para a manutenção de níveis correctos no sangue. 

Quando o potássio no sangue tem valores acima do desejável, pode ser necessário recorrer à prescrição de resinas (polistireno sulfonato de sódio ou de cálcio). As resinas não são absorvidas e no intestino trocam um dos seus constituintes pelo potássio, diminuindo assim a quantidade de potássio que é absorvida.

As resinas devem ser misturadas em líquidos como água ou chá e devem ser tomadas às refeições. Não devem ser misturadas com sumos de fruta ricos em potássio como por ex. ananás, laranja, tomate, pois desta forma a resina efectua a troca do potássio de imediato no sumo e não no intestino.

Laxantes

A obstipação é um problema comum nos doentes renais, devendo-se entre outros factores à necessidade de reduzir a ingestão de líquidos, ou como efeito secundário de alguns medicamentos.

Existem diversos laxantes no mercado, que na sua maioria não sujeitos a receita médica mas, nem todos são apropriados na doença renal. Alguns laxantes contêm magnésio e fósforo que são parcialmente absorvidos para a corrente sanguínea, outros contém sódio podendo levar à retenção de líquidos, não sendo por isso adequados na doença renal. Para seleccionar o laxante adequado solicite sempre aconselhamento prévio.

Vacinas

As vacinas fazem com que o organismo produza substâncias de defesa, os anticorpos, contra os agentes infecciosos, sendo por isso a forma mais eficaz de prevenção de algumas doenças infecciosas.

Nos doentes renais, para além das vacinas do plano nacional de vacinação, que inclui a vacina para a hepatite B, estão também indicadas:

  • Vacina contra vírus influenza, também designada de vacina da gripe;
  • Vacina pneumocócica.

A vacinação de rotina permite uma redução significativa não só das doenças infecciosas que previnem mas também das complicações associadas.