Como funciona a diálise?

A diálise remove os resíduos e os líquidos do seu corpo que os seus rins não são capazes de remover. Com a diálise também se pretende manter o equilíbrio do seu corpo, através da correcção dos níveis das várias substâncias tóxicas presentes no sangue. Sem diálise, todos os doentes com insuficiência renal crónica morreriam da acumulação de toxinas na circulação sanguínea.

Princípios da diálise

Existem dois tipos diferentes de diálise: diálise peritoneal e hemodiálise. Seja qual for o tratamento escolhido, os objectivos da diálise são bastante semelhantes: a diálise destina-se a substituir várias funções do rim. O tratamento deve: remover os resíduos, remover os líquidos em excesso e manter o equilibrio químico (electrólitos) e de outras substâncias no seu corpo. Uma diálise eficaz requer: uma membrana semipermeável, um bom débito de sangue, líquido de diálise e um método de remoção dos líquidos em excesso.

.

Como funciona a diálise?

 

 

Membrana semipermeável

Na diálise, a membrana semipermeável separa o sangue do líquido de diálise. Esta membrana permite a passagem de algumas substâncias, mas não de outras. Permite que os resíduos, a água, os electrólitos e outras substâncias sejam removidos do sangue para o líquido de diálise (e, por vezes, no sentido oposto) através de um processo designado por difusão. O movimento dos resíduos e de outras substâncias depende da permeabilidade da membrana, do tamanho e da estrutura das várias substâncias, da composição do líquido de diálise e da quantidade de sangue em contacto com a membrana.

Débito de sangue

Quanto maior for a quantidade de sangue que contacta com a membrana, mais eficiente é o tratamento de diálise. Na hemodiálise, o débito de sangue pode ser controlado pelo monitor de diálise.

Líquido de diálise

Em ambos os tipos de diálise, o líquido de diálise permite que os resíduos sejam removidos do sangue. Adicionalmente, contém um conjunto de substâncias que ajudam a corrigir desequilíbrios que ocorrem em consequência da insuficiência renal.

Remoção de líquidos

A remoção de líquidos é conseguida por processos muito diferentes na hemodiálise, comparando-a com a diálise peritoneal. Na hemodiálise, o monitor utiliza pressões para "obrigar" os líquidos a passar do sangue para o líquido de diálise, através da membrana. Na diálise peritoneal, é utilizada glicose no líquido de diálise. Tal tem o efeito de estimular a remoção do excesso de líquidos no sangue para o líquido de diálise, que é periodicamente drenado.

Objectivo da diálise

Independentemente do tipo de tratamento de diálise utilizado, o objectivo é: remover os resíduos, remover os líquidos em excesso, corrigir os desequilíbrios electrolíticos e corrigir o pH do corpo.