Transplante renal

O transplante renal é uma excelente opção e a que permite a melhor qualidade de vida possível, enquanto doente. É importante salientar que o transplante não é uma cura para a doença renal crónica, mas apenas um tratamento. Continuará a precisar de tomar medicamentos durante toda a vida. Mas, para muitos doentes, o transplante renal proporcionará mais independência, o que lhes permite viver uma vida mais normal.

Benefícios e riscos

Princípios de transplante renal

Caso esteja a considerar o transplante, a sua equipa médica e outros especialistas irão explicar-lhe em que consiste o transplante renal. Apesar de, todos os beneficios de um transplante, existem alguns riscos associados, que poderão comprometer a melhoria da sua qualidade de vida. Se for candidato a transplante renal, terá de efectuar alguns exames para garantir o seu sucesso. Entre outros, terão que ser estudadas as características do seu sistema de defesa (imunitário). Além disso, tem de estar em boa condição física. Estando em lista de espera para um transplante, terá que cumprir um programa rigoroso relativamente à alimentação, medicamentos e ao estilo de vida em geral.

Rins para transplante

Os rins para transplante podem ser de dadores vivos: familiares directos, cônjuges ou amigos próximos; ou, em alguns países, também podem vir de dadores vivos desconhecidos que queiram fazer uma doação altruísta. Na sua maioria, o rim provêm de dador morto. De um modo geral, há falta de órgãos para transplante. Poderá ter de aguardar vários meses, ou mesmo anos, para receber um transplante. O período de espera pode ser bastante frustrante. A sua equipa médica facultar-lhe-á toda a informação necessária sobre os regulamentos e as listas de espera.

É candidato?

Nem todas as pessoas reúnem as condições adequadas para o transplante renal. Existem algumas doenças que tornam o transplante demasiado complicado e arriscado. É necessária a existência de um rim com características compatíveis com as suas. Quanto mais compatível for o dador, relativamente a estas características, maior é a probabilidade de sucesso, a longo prazo, do transplante. De um modo geral, quando o dador vivo é um familiar directo, o transplante tem melhores resultados.

A cirurgia

O transplante é uma operação complexa. Normalmente tem de ficar internado no hospital entre 4 a 7 dias. Após a cirurgia, para prevenir a rejeição do rim, necessita de tomar medicamentos para o resto da sua vida. O efeito destes medicamentos precisa de ser avaliado regularmente pela sua equipa médica. Uma das desvantagens destes medicamentos são aumentar o risco de contrair infecções. Durante o período inicial após o transplante, terá consultas regulares com a sua equipa médica, para avaliação e realização de exames.

Aprender com a experiência

O transplante renal trará mudanças positivas e negativas à sua vida. Poderá ser benéfico discutir as suas preocupações com alguém que já tenha feito um transplante. A equipa médica poderá dar-lhe o contacto de alguém com quem possa falar.