Controlo de líquidos

Os doentes em diálise têm de controlar cuidadosamente a ingestão de líquidos. Este aspecto é particularmente importante se já não produzir urina. Geralmente, os doentes em hemodiálise precisam de ter mais cuidado com a ingestão de líquidos do que os doentes em diálise peritoneal.

Controle a sua sede

A melhor forma de diminuir a ingestão de líquidos é controlando e reduzindo a sensação de sede que é provocada pelo sódio que ingere na alimentação. O sódio em excesso na sua dieta leva-o a beber líquidos em excesso.

O sódio está presente no sal. A maioria dos alimentos enlatados e das refeições congeladas contêm grandes quantidades de sódio. Evite alimentos salgados, como batatas fritas de pacote, e opte por produtos com baixo teor de sódio.

Muita da nossa ingestão de sal deve-se à adição de sal aos alimentos, ao cozinhar e durante a refeição. Os doentes em diálise devem consumir cerca de metade do sal que as outras pessoas consomem.

Controle a sua ingestão de líquidos

Pode manter os seus níveis de líquidos no organismo mais baixos, se optar por beber os líquidos em chávenas ou copos pequenos. Qualquer alimento líquido, à temperatura ambiente, contém elevada quantidade de água. São exemplo desses alimentos a sopa, o leite, os iogurtes, a gelatina e o gelado. Muitos frutos e hortícolas também contêm bastante água. São exemplo desses alimentos o melão, a melancia, as uvas, a maçã, a laranja, o tomate, a alface e o aipo. Todos estes alimentos contribuem para a ingestão de líquidos excessiva

Controlo de líquidos

Controlo de líquidos com a hemodiálise

Os líquidos podem acumular-se entre as sessões de hemodiálise, provocando inchaço e aumento de Os líquidos em excesso afectam a sua tensão arterial e podem provocar um esforço excessivo do coração. No intervalo dos tratamentos, deverá acumular cerca de 0,5 kg por dia ao seu peso seco.

O seu peso seco é o peso após uma sessão de hemodiálise, depois de todos os líquidos em excesso no seu corpo terem sido removidos. Se for acumulando líquidos, de modo excessivo, entre as sessões de tratamento, torna-se mais difícil atingir o seu peso seco adequado. E isto aumenta o risco de intolerância da diálise (hipotensão, cãibras, etc.). O seu peso seco pode variar ao longo do tempo de acordo com o seu peso corporal.

Controlo de líquidos com a diálise peritoneal

A ingestão de líquidos não está tão limitada como acontece com os doentes em hemodiálise, ainda assim, deve ter cuidado para prevenir a retenção de líquidos.